Declaração do grupo de puebla sobre a decisão do Conselho Nacional Eleitoral do equador de tornar ilegal o partido “Fuerza Compromiso Social”

Grupo-de-Puebla

20 de julho de 2020

O Grupo de Puebla denuncia e rechaça a decisão adotada pelo Conselho Nacional Eleitoral do Equador (CNE) de cassar o registro eleitoral do Partido Fuerza Compromiso Social do qual fazem parte os membros do Movimiento Revolución Ciudadana liderado pelo ex-presidente Rafael Correa.

É evidente que esta decisão, tomada após de ter sido negada oito vezes pelo próprio CNE e arquivada sua apelação pelo Tribunal Contencioso Electoral – como se julgada tivesse sido, resulta da pressão indevida e inconstitucional da Controladoria do Estado, que não tem função eleitoral e que obedece às instruções do presidente Lenín Moreno.

Esse ato de parcialidade política deslegitima as eleições do próximo 7 de fevereiro de 2021 no Equador e cria um grave precedente regional ao permitir que, por meio da proscrição eleitoral da oposição, se altere, antecipadamente, a legítima expressão da vontade popular, essência da democracia.

O Grupo de Puebla faz um apelo cordial mas enérgico aos membros do Conselho Nacional Eleitoral para que reconsiderem, ao decidir pela apelação, a decisão tomada evitando assim que a democracia no Equador tome o caminho da arbitrariedade própria das ditaduras militares de tão triste lembrança.

Em consequência, vimos alertar a comunidade internacional para o grave perigo que essa situação representa na hoje difícil tarefa de preservação da continuidade democrática no hemisfério.

  1. Luiz Inácio “Lula” Da Silva
  2. Ernesto Samper
  3. Dilma Rousseff
  4. Carlos Ominami
  5. Aloizio Mercadante
  6. Daniel Martínez
  7. Celso Amorim
  8. Fernando Lugo
  9. Iván Cepeda
  10. Hugo Martínez
  11. Marco Enríquez-Ominami
  12. Karol Cariola
  13. Alejandro Navarro
  14. Adriana Salvatierra
  15. David Choquehuanca
  16. Guillaume Long
  17. Mónica Xavier
  18. Carlos Sotelo
  19. Clara López
  20. Esperanza Martinez
  21. María José Pizarro
  22. José Miguel Insulza

Leave a comment

19 + ten =

Skip to content